Posts

Comida na Tailândia e Camboja (pimenta, insetos e vegetariana)

É aquela coisa, gosto cada um tem o seu! Muitas pessoas amam a comida tailandesa e com tantos elogios, eu fui com a expectativa de que iria gostar ou pelo menos sobreviver aos 23 dias de viagem comendo as coisas de lá…. BUT não foi bem assim! kkkkk Nosso grupo era de 5 pessoas, só Everaldo continuou comendo comida asiática. Mas, vamos do começo!
BANGKOK
1. Green House Restaurant
Sempre pedíamos vegetable spring rolls (rolinho primavera), pois eu amo e posso comer (não como mais carne, frango ou peixe). E todos foram muito bons, uns mais outros menos, mas não pedimos nenhum que fosse ruim e olha que comemos durante a viagem inteira.
– Spring rolls: 130 bath = R$13,00
– Pad Thai fried noodle with vegetable and egg: 90 bath = R$9,00
-Stir-fried baby corn and mushroom: 130 bath = R$13,00
– Strawberry shake: 65 bath = R$6,50

No meio da rua você encontra muita barraquinha de comida. Olha que diferente!!! Essas coisas assim de rua nós não comemos. Fomos passar mais de 20 dias viajando e preferimos ter mais cautela na hora de comer para evitar infecções. Inclusive foi algo que me surpreendeu muito! Eu não tive NADA de barriga! rs O casal de amigos da gente sim, tiveram até que ir para o hospital.

2. Sawasdee House
Outro restaurante que comemos em Bangkok, o Sawasdee House.
– Spring Rolls: 90 bath = R$9,00
– Pad Thai: 140 bath = R$14,00
– Daiquiri strawberry: 140 bath = R$14,00

AYUTTHAYA
Em Ayutthaya nós comemos no Coffee Old City e AMAMOS. O lugar é super fofo, com ar condicionado (pense numa cidade quente!), banheiro limpinho, wi fi… enfim, só elogios.
Os sucos são deliciosos. De pratos pedimos macarrão e Everaldo foi de pad thai.

Pad thai (prato da cozinha tailandesa feito com macarrão de arroz cozido, camarões, tofu, amendoim picado, broto de feijão, alho, chili, condimento à base de peixe fermentado e ovos, tudo frito junto.)
CHIANG MAI
Em Chiang Mai já chegamos atrás de comida mais ocidental. kkkk Tem uns café bem legais pela cidade. E os sucos também são deliciosos e bem servidos.

Alguns valores em Chiang Mai
– Spring Rolls: 120 bath = R$12,00
– Sanduich vegetariano: 180 bath = R$18,00 (com batata frita)

– Kao Soi Gai (comida típica) 110 bath = R$11,00

CAMBOJA
O café da manhã no hotel que ficamos no Camboja foi um dos melhores!

Lá no Camboja foi pizza sem parar! kkkk
Valores da pizza
Pequena $4,50 (lá foi tudo em dólar mesmo)
Média $8,50 – $15,50
Grande $11,50 – $19,00
Refrigerante grande $1,70
Água $0,80
Cerveja $2,10

Foi no Camboja que o pessoal experimentou os insetos! kkkkkk Era a maior expectativa da viagem! rs Mas, assim, é muito mais uma atração turística do que outra coisa. Tanto é que eles cobram até para tirar a foto dos insetos na barraquinha!
Acho que custava 1 dólar cada espetinho. Pediram de escorpião, larva, grilo, aranha! O escorpião e a aranha foram os piores na opinião deles. Mas o grilo disseram que tem gosto de casca de camarão! kkkk

Outras comidas no Camboja.

Eu detestei esse rolinho aí de cima! Aff!

PHI PHI E KRABI
Quando fomos para as ilha seu já não aguentava mais comida tailandesa, nem pizza, sanduíche! kkkkkk Mas não era fácil encontrar outros tipos de comida.
Em Phi Phi ainda foi na base do sanduíche e pizza. Em Krabi ficamos hospedados no Sand Sea e o restaurante era ótimo! Lá comi macarrão com molho de tomate 3 dias seguidos!

Ahhhh, uma coisa que achamos terrível e essa até Everaldo não gostou foi da água de coco! Parecia água estragada! Totalmente diferente da nossa! O interessante é que lá eles tiram toda a casca do coco e vendem assim!

E do que eu vou sentir saudades? Desse prato típico que é manga com arroz. Sim, parece muito estranho, mas é delicioso! É servido com uma sobremesa! Vou até procurar a receita para tentar fazer em casa!

CONSIDERAÇÕES FINAIS
Eu não gostei da comida. Eu não procuraria um restaurante de comida Tailandesa para matar a saudade, sabe?
Nós previmos gastar R$15,0 por refeição, e apesar de ser muito barato mesmo (pratos por R$9,00), eu colocaria uns R$25,00 por refeição por pessoa.
Sobre comida vegetariana, pode ficar tranquilo que acha algumas opções sim e não morre de fome. rs!
Cuidado com comida de rua, não abuse e levem remédios para infecção intestinal (sério). Já já libero sobre como foi ficar doente na Tailândia!
Beijos!!!

Bangkok – Tailândia 2017

Nossa viagem dos sonhos começou por Bangkok, a capital da Tailândia. Foi o lugar que menos queríamos conhecer, então ficamos lá durante um dia e meio e só.
Escolhemos o Dang Derm e adoramos. 3 diárias por R$270,00 e um bom hotel! O hotel é muito bem localizado, fica na Khao San Road, rua super movimentada e cheia de bares, restaurantes, vendedores, barraquinhas, massagens… TUDO! Mas, aí vem o ponto negativo para quem não consegue dormir com barulho: as festas vão até as 3 horas da manhã! Nosso quarto dava de frente para a rua, então parecia que a música estava dentro do quarto, mas o cansaço que a gente chegava era tão grande que apagávamos e não nos incomodou. O atendimento do Dang Derm foi excelente! Aliás, na Tailândia as pessoas são muito hospitaleiras. Inclusive, eles me ajudaram muito com a questão da mochila extraviada, ligando para o aeroporto e falando com o pessoal de lá. Recomendadíssimo!!!!

Endereço: 1 Khaosan Road, Pranakorn, , 10200 Bangkok, Tailândia

  • Templo Wat Arun: para tentar ver o por do sol, até conseguimos ver, mas do barco.
  • Grand Palace: (todos esses templos fomos andando mesmo, coisa de 2km a pé). A intenção era sair do hotel cedo e chegar assim que abrisse o templo, mas acabamos chegando lá um pouco depois e já estava bem cheio para entrar. Vários grupos de excursões. A entrada custou R$50,00 por pessoa.
  • Wat Pho (o templo do Buda reclinado). Estava bem menos movimentado.
  • Gold Mount. Lindo, demais! Tem uma escadaria, mas pelo caminho são tantas lindezas que não tem como não parar e fotografar. R$2,00 a entrada!
Chegando em Bangkok, assim que chegar na área do aeroporto procure logo o Health Control para mostrar sua carteira de vacinação, pois se você for direto para a imigração, eles vão te mandar ir até esse lugar e depois voltar e as filas costumam ser enormes.

Almoçamos no Green House e eu pedi logo o famoso Pad Thai com vegetais e ovos (R$9,00). Eu não achei ruim, mas também não foi aquela comida deliciosa. Os sucos aqui são maravilhosos e também os rolinhos primavera! Em todos os lugares que comemos, pedimos de entrada (R$13,00 porção com 4).

Em alguns templos é proibido usar roupas curtas, por exemplo, no Grand Palace. Por ser um dos lugares mais importantes de Bangkok, eles são bem rígidos com relação às roupas. Nada de roupa curta, nem shorts, nada de ombros de fora, decotes, transparências. Eu usei uma saia longa e uma camiseta e foi ok. Everaldo estava de bermuda e teve que comprar uma calça lá (R$10,00). Detalhe, nesse templo, nem essa história de ir de regata e colocar um lenço por cima funciona, tem que ser camiseta mesmo. É ruim porque é muito quente, mas fazer o quê, né? Ah, e vá de chinelo, pois a maioria dos templos, para entrar, precisa tirar os sapatos e é horrível ficar colocando e tirando tênis (sem contato o calor também!).

Resumindo: roupas leves por conta do calor, mas que cubram os ombros e joelhos pelo menos.

Nós andamos bastante de tuk tuk por lá. São econômicos, mas acho bastante imprudente e perigoso, mas fazer o quê, né? Tem que andar pelo menos uma vez para ver como é. Também vale a pena dar uma olhada em Uber, pois pegamos em Chiang Mai e foi bem legal, econômico.

Do aeroporto para o hotel pegamos táxi mesmo. O valor era tabelado, mas foi bom e direto para o hotel.

Claro que fizemos massagens!! Por R$20,00 você faz uma massagem incrível nas costas, ombros e cabeça ou nas pernas e pés (além da infinidade de outras opções que tem!). Nós fizemos a primeira e foi muito bom, eu até cochilei! Kkkkk
 Beijos!